Acho poucos assuntos tão delicados quanto o estupro. De tão delicado que é, eu passo longe dele na hora escolher o que escrever. Mas hoje, uma matéria do jornal me deixou cabreiro. Na capa, a manchete: “Mulher diz ter sido estuprada em Tubarão”. Achei um insulto ao discurso da vítima.

Claro, uma matéria de primeira mão não pode ser ignorada. Claro que, mesmo sem muitas informações, o jornal tem que falar sobre isso. E claro que “diz que” é a melhor maneira de expor um problema. Diz, ter, sido, estuprar: quatro verbos amontoados numa frase pra lá de tendenciosa. Lendo assim, parece ou não parece que a “louca” inventou a coisa toda?

Abro na página 8 e leio uma matéria cheia de palavras, mas vazia de informação. Tem um único relato transcrito rapidamente. É como se o assunto estupro, que é de extrema covardia, não merecesse ser tratado com cuidado, atenção e sensibilidade. Dá a impressão que estão falando de um bicho, não uma mulher ferida física e psicologicamente, talvez para sempre.

No Facebook, comentários como: “poderia ter sido mais esperta”, “saiu de madrugada pra quê?” e “mulher louca, sem noção” só mostram o quão distante as pessoas ainda estão de entender esse problema. Culpa da mulher? Por quê? Não faz o menor sentido. Aí eu volto ao título e percebo: a culpa é do estuprador e das notícias mal contadas.

E ainda “dizem” que não existe cultura do estupro. Mas tem sim, aqui ao lado, pergunte ao seu vizinho, abra um jornal. Eu digo que prezo por um jornalismo de qualidade que vai atrás, defende o bem público e não tem preguiça de buscar a verdade. Mas “dizem” por aí que ainda estamos longe dessa mudança.

Desapontado, mas não surpreso.

Untitled-1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s